Sua casa com a alegria do carnaval

Sua casa com a alegria do carnaval

Sua casa com a alegria do carnaval

O Carnaval é uma época vibrante que nos inspira com uma porção de cores vivas e alegres e têm invadido, além das avenidas e os desfiles das escolas de samba, as casas. Acompanhe algumas dicas para personalizar sua casa e deixá-la no clima do Carnaval!

As cores indicam emoções e sensações. Cada ambiente da casa tem um propósito, e, por isso, pode sugerir uma inspiração diferente. O estilo também pode variar de acordo com o gosto e a personalidade dos moradores (ou da proposta da sua empresa e expectativa dos seus clientes).

O grupo de cores quentes – amarelo, vermelho, laranja e terracota – expressam energia, otimismo e estimulam o apetite. Já as cores frias – azul, verde, violeta e cinza – são relaxantes e refrescantes.

O ideal é saber combinar o uso dessas cores com harmonia e moderação, pois o vermelho, por exemplo, se muito usado, pode causar irritabilidade, e as cores frias, se presentes em excesso, podem tornar o ambiente muito triste e introspectivo.

As cores primárias junto às formas geométricas são tendências para 2017.

Para quem prefere ambientes calmos e sóbrios, pode mergulhar na moda dos tons nudes. Mas se a ideia for compor um lugar sofisticado, você pode combinar azul ou verde-água com pisos mais escuros.

Para ambientes contemporâneos a dica é integrar tons neutros, como cinza, preto ou branco, com detalhes em tons mais vibrantes e intensos, que podem aparecer em um móvel ou objeto decorativo. Já os tons pastéis, como, por exemplo, o bege, são indicados para ambientes clássicos.

Outra tendência é a procura por personalizar cada vez mais a casa, escolhendo para decoração elementos inusitados, exclusivos, ou confeccionados pelos próprios moradores. A criatividade, bom gosto e ousadia dão vida a composições realmente elegantes e originais.

 

Fontes: http://revistacasaejardim.globo.com/Casa-e-Jardim/Decoracao/noticia/2016/08/conheca-cores-que-serao-tendencia-em-2017.html

http://construfacilrj.com.br/psicologia-das-cores-nos-ambientes/

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

17 + quatro =